top of page

Governo dos EUA prende Fundadores do SafeMoon por Fraude Milionária

02/11/23

Na quarta-feira, o governo dos Estados Unidos formalmente deteve os criadores do token de criptomoeda SafeMoon, John Karony, Kyle Nagy e Thomas Smith. As prisões ocorreram em decorrência das acusações emitidas pela Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos EUA (SEC) contra a equipe de executivos da criptomoeda.


De acordo com informações do Escritório do Procurador dos Estados Unidos no Distrito Leste de Nova York, os executivos estão sendo acusados de participar de um "esquema internacional de fraude de vários milhões de dólares". Notavelmente, Nagy, Karony e Smith desempenhavam papéis-chave na empresa, ocupando os cargos de fundador, CEO e diretor de tecnologia, respectivamente.


Mais cedo no mesmo dia, a SEC anunciou as acusações contra a equipe executiva por trás do SafeMoon, que envolviam a fraude a investidores e a apropriação indevida de fundos. Consequentemente, os fundadores do token de criptomoeda agora estão sob custódia das autoridades norte-americanas.


Segundo o comunicado do Escritório do Procurador dos EUA, os executivos foram responsáveis por um amplo esquema de fraude que "desviou milhões de dólares de investidores para uso pessoal". A nota ainda destaca que os três fundadores utilizaram os recursos para adquirir veículos de luxo, imóveis e investimentos pessoais. Além disso, Karony, Nagy e Smith estão enfrentando acusações de "conspiração para cometer fraude de valores mobiliários, conspiração para cometer fraude eletrônico e lavagem de dinheiro" devido ao seu envolvimento no esquema.


O comunicado oficial ecoa as preocupações manifestadas pela SEC a respeito de alegações falsas feitas pelos executivos do SafeMoon em relação à liquidez bloqueada. Vale ressaltar que, entre os três acusados, Kyle Nagy continua foragido, enquanto John Karony e Thomas Smith foram detidos pelas autoridades norte-americanas no decurso do dia.

9 views0 comments

Comments


bottom of page