top of page

Criptomoedas sob pressão: Entenda o impacto do rebaixamento da nota dos EUA


A agência de classificação de risco Fitch Rating rebaixou os ratings dos títulos soberanos da dívida de longo prazo em moeda estrangeira dos Estados Unidos, retirando o triplo A da maior economia global. Esse evento tem um impacto negativo nas criptomoedas, pois está associado ao aumento das taxas de juros globais. O rebaixamento dos ratings dos Estados Unidos reflete a deterioração fiscal esperada nos próximos três anos, o alto e crescente fardo da dívida do governo e a erosão da governança.


Quando a Fitch retira a classificação de triplo A dos Estados Unidos, indica que a agência de rating está menos confiante na capacidade do país de honrar suas obrigações de dívida de longo prazo. Essa ação é resultado da análise da agência sobre a piora das contas públicas do país e dos desafios fiscais que ele enfrenta.


Uma classificação de triplo A é a nota mais alta concedida pelas agências de rating, indicando que o país é altamente confiável e com baixo risco de inadimplência. Ao perder essa classificação, os investidores podem perceber um aumento no risco associado à dívida dos EUA, o que pode ter várias consequências significativas, entre elas o aumento das taxas de juros.


Quando a confiança dos investidores na capacidade de pagamento da dívida dos EUA é abalada, eles podem exigir um prêmio maior para comprar os títulos do governo norte-americano. Esse prêmio é refletido em um aumento das taxas de juros, pois os investidores esperam uma compensação maior pelo risco adicional que estão assumindo.


O aumento das taxas de juros globais pode levar a uma desvalorização das criptomoedas, já que os investidores podem preferir ativos com rendimentos mais altos, como títulos e outras formas de investimento tradicionais, em vez de criptomoedas. Além disso, o aumento das taxas de juros pode reduzir o apetite por riscos no mercado financeiro, levando a uma saída de capital dos ativos de maior risco, incluindo as criptomoedas.


Outro fator importante é que o aumento das taxas de juros nos EUA pode levar a uma valorização do dólar americano em relação a outras moedas, o que pode afetar negativamente o valor das criptomoedas denominadas em outras moedas além do dólar.

A valorização do dólar americano em relação a outras moedas reduz a atratividade de ativos de risco denominados nessas moedas. Isso ocorre porque investidores buscam segurança em momentos de incerteza, migrando para ativos considerados mais seguros, como títulos do governo dos EUA. Com a demanda reduzida por ativos de risco, o investimento em ações, títulos de países emergentes e commodities pode diminuir, impactando negativamente seus preços. Além disso, a valorização do dólar aumenta o custo para investidores que tomaram empréstimos em outras moedas, o que pode levar a vendas de ativos de risco para pagar dívidas, acentuando a queda de preços.





bottom of page